quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Selecionada no III Prêmio Literário Canon de Poesia

Com tema livre, o concurso, que teve sua abertura na 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, recebeu mais de 3 mil inscrições. Foram escolhidos os 50 melhores textos, que serão reunidos em um livro a ser lançado nos primeiros meses de 2011.

Disponível em: http://www.canon.com.br/Noticias.aspx?id=24377&origem=2


A pedidos...

Corpus Triste


Ando à beira do teu pesadelo-mãe.

Teu espectro na janela do banheiro

- a visão exacerbada de um anjo.


Para dentro das minhas trevas atravessam,

contemplam meu aspecto macilento

- anunciação.

Receio que esteja incomodando

esse parafuso em tuas mãos,

esse para-raio em teus cabelos.

Há tanta soberba, comentas,

eu sou teu irmão!


Nossos corpos

- vasos das mesmas mãos

: veneram opostos

- hóstias hostis.


(não creio em sono que perdure)


Durmo durante o dia.

À noite a Terra grita

- garganta em mim.


14 comentários:

sidnei olivio disse...

Belo poema, Priscila. Selecionado com todo merecimento. Beijos.

Í.ta** disse...

maravilha de poema, priscila!

super parabéns a ti pela premiação.

beijos daqui!

Ana F. disse...

parabéns pelo poema selecionado... é lindo!
bj

Cynthia Lopes disse...

Parabéns pelo poema e pela premiação Pri!!!! Maravilha!
bjussssss

Carla Diacov disse...

Uma eu toda retorcida em linearidade envenenada
E as outras hipóteses do meu rosto todo retorcido em linearidade enovelada
E os outros rostos de mim como que azucrinada, abismada, pasma em deitar os olhos aqui. Pasma.

Carla Diacov disse...

ah é!
também tem isso de seguir seguindo-te!
e mais um também;
Também estou na campanha do além, buscando visitadas opiniões aqui no nichosdamortaquasemenoria.blogspot.com , onde vitrines tentam indenizar ensejos amortalhados, onde morte é como coisa vivida em finalmente arder, arder até vir a crer...
Beijos vivos!

Walter Rodrigues disse...

olá, Priscila

Retribuído a visita ao Cachaça na Xícara, convido você também a conhecer meu blog mais voltado para a literatura em geral, Versos Rascunhos, também da blogspot. Tmb me será um enorme prazer estar junto com uma pessoa tão talentosa quanto vc na antologia da Canon.

abçs

walter.

Carla Diacov disse...

querida, adorei de um tanto aqui...
posso te linkar nas listas dos meus blogs?



carladiacov.blogspot.com
larcadiacov.blogspot.com
odesimundasdoneochiqueiro.blogspot.com
nichosdamortaquasemenoria.blogspot.com


beijinhos

Jorge Pimenta disse...

feliz acaso a tua visita lá no viagens. cá passei. vejo que vale a pena morar aqui. posso acomodar-me?
beijos!

Vieira Calado disse...

E a amiga foi uma das premiadas?

Parabéns!

Saudações poéticas

Por que você faz poema? disse...

Muito bom!!!
Mesmo.

Carla Diacov disse...

puta que pariu digo eu!

luiz gustavo disse...

esta poesia cardíaca
pintura hidráulica
de borboletras esmeraldas...

luiz gustavo disse...

poesia pássara pêssega
suave cigarra que se assigna
veludolorosa e se fragmontra:

- univértebra univalve unívoca