sexta-feira, 19 de junho de 2009

Depois de ler Alice Ruiz

Imagem de Maíra Soares
Coquetel de lançamento de XXI POETAS DE HOJE EM DIA(NTE)

Se você me deixar
vai ser uma pena
leve leve a flutuar
sem ponto
nem vírgula
nem nada
que...
se é pra zoar,
eu quebro tudo com um poema
de enlouquecer bicho-grilo;
se é pra fazer um bicho
de sete cabeças,
eu escrevo outras dezessete linhas
para ver se entra
em uma dessas
essa coisa que te amo
e é só minha

7 comentários:

Adriana Godoy disse...

muito peculiar seu jeito de escrever. me encantou. Bj

nina rizzi disse...

virgi. depois de ler um treco assim eu vou, eu vou, eu vou... aumentar esse som que é pra ver se sai algo mais-que... claro!
que lindo seu chapéu :)

e foda-se se nao me amar
o amor tá dentro de mim
in-depende de vc.
acho que era isso.

obrigada pela visita. isso aqui me encantou :)
beijo.

nina rizzi disse...

achei! >>
http://ellenismos.blogspot.com/2009/05/in-dependencia.html

Moacy Cirne disse...

Oi,
grato pela visita ao Balaio. Seu blogue é bastante novo, né?, mas o seu nome não me é estranho. Você tinha algum outro, antes? De qualquer modo, gostei do que li, concordando com Nina Rizzi: "isso aqui me encantou".

Beijos.

Vinícius Remer disse...

amas e não sei o que és, talvez ame a maneira como escreve, que é linda por sinal

Carmen Martinez disse...

"se é pra zoar,
eu quebro tudo com um poema
"

Quebramos todas!! Adorei seu comentário e agradeço a visita. De tão doce, se transformou em favorita.

Aninha Kita disse...

Amei, amei!
Divino este poema! Simples, leve e forte!

Parabéns, Priscila! ;)